Como desenvolver a criatividade do seu filho?

Como+desenvolver+a+criatividade+do+seu+filho.jpg

Dia 21 de abril foi celebrado o Dia Mundial da Criatividade. Quando se fala que uma pessoa é criativa, é comum pensar em alguém com habilidades artísticas ou mesmo na ilustração de uma lâmpada acesa acima da cabeça.

Mas a verdade é que ser criativo vai muito além de uma ideia brilhante ou criar coisas novas toda hora; é uma habilidade que pode - e deve - ser desenvolvida. Como? Condicionando o cérebro a pensar diferente.

Pensa comigo: quantas vezes você fez pelo seu filho algo que ele poderia ter feito sozinho? Quantas vezes, sem querer, você impediu que ele pensasse em uma solução por si só e já apresentou a resposta para o problema, em busca de praticidade?

Pode ocorrer quando, visando minimizar a sujeira e a bagunça, se dá comida na boca de uma criança pequena que já tem coordenação motora para fazê-lo sozinha ou quando calçamos seus sapatos ou vestimos suas roupas a fim de otimizar nosso tempo.

Quando impomos nossa agenda e nosso olhar adulto sobre a infância de nossos pequenos, tiramos deles a chance de crescerem com os obstáculos que a vida mesmo impõe e impedimos que eles pensem de forma criativa, pois já criamos no lugar deles e entregamos de mãos beijadas o que eles precisavam construir sozinhos.

É necessário sempre manter em mente que nós que somos adultos e elas, as crianças. Que tivemos toda uma jornada de vida e experiências para atingir uma certa maturidade e já recebemos inúmeras oportunidades para exercitar nossa criatividade.  

Maria Montessori disse: “Nunca ajude uma criança numa tarefa em que ela se sente capaz de fazer”. Ainda que isso nos dê mais trabalho no começo, é necessário persistir para que ela alcance sua autonomia.

Outra maneira de desenvolver a habilidade de raciocinar e agir de maneira criativa é dar à criança a oportunidade de pensar por conta própria. Incentivá-la a questionar sempre, não dar respostas prontas e permitir que ela mesma desenvolva hipóteses para seus questionamentos. A partir dessas hipóteses, ela pode testar as ideias que tem em mente e ver o que se adequa ou não à sua realidade, o que é suficiente para saciar sua curiosidade naquele momento.

Pode não ser fácil no começo mas, quanto mais exercida, a criatividade se torna um hábito, que resulta em crianças mais curiosas, independentes e felizes.

IdeaahIdeaahComment